compositor, pianista, teórico musical

Command disabled: diff


Ars Armonica (Ars Magna Consoni et Dissoni): a finalização de um Tratado de Harmonia, demonstrado à maneira dos geômetras, como consolidação de uma fundamentação teórica para uma disciplina da Harmonia Musical no século XXI.

inteligajustinatos_all.jpg Pesquisa em andamento desde 2019.

Esta pesquisa pretende consolidar as investigações realizadas em dois projetos anteriores do mesmo proponente, a saber, "A formalização e abstração de propriedades psicoacústicas paradigmáticas dos aglomerados de sons de altura definida como embasamento teórico para uma nova disciplina da harmonia" (processo 6182/2014), e "Formulação de um modelo estrutural para o tonalismo oitocentista a partir da revisão crítica de bibliografia teórica histórica" (processo 1423/2010), continuando com a busca a uma resposta para a problemática de como lecionar Harmonia Musical no contexto do mundo globalizado do século XXI e após todos os experimentos musicais do século XX. A partir de um corpo teórico desenvolvido em quase dez anos de pesquisa, vislumbra-se aqui a preparação de um tratado compreensivo de Harmonia Musical em formato livro, que especialmente haverá de incluir o dicionário de tipos transposicionais desenvolvido durante as investigações anteriores, mediado e introduzido por capítulos teóricos elucidativos e explicativos, que desenvolverão uma teoria harmônica que tenta fazer jus a uma releitura crítica de dois mil anos de herança em Teoria Musical, consolidada para uma prática contemporânea no século XXI e organizada em três tomos expostos segundo a metodologia de um sistema lógico-dedutivo, “à maneira dos geômetras”, como na Ética de Baruch Spinoza. O projeto é previsto para ser executado em cinco etapas: a) uma complementação das investigações anteriores, com o desenvolvimento de uma taxonomia de subtipos transposicionais; b) outra complementação das investigações anteriores, com a composição de peças musicais que demonstrem e ilustrem as propriedades harmônicas descritas no corpo teórico desenvolvido pela pesquisa para incorporação como exemplos musicais ao Tratado final; c) consolidação do texto do primeiro tomo do tratado de Harmonia: apresentação das bases teóricas da Harmonia; d) consolidação do texto do segundo tomo do tratado de Harmonia: redução do universo de construtos harmônicos a 351 tipos básicos e estudo detalhado de suas propriedades harmônicas na forma de um Thesaurus; e e) consolidação do texto do terceiro tomo do tratado de Harmonia: aplicação das propriedades harmônicas estudadas nos dois primeiros tomos na concepção de uma tonalidade triádica funcional, com o desenvolvimento e apresentação de uma metodologia analítica e construtiva para a composição musical tonal tradicional.

Objetivos

  1. Complementação do projeto de pesquisa 6182/2014, com o desenvolvimento de uma taxonomia de subtipos transposicionais, variações de afinação de cada um dos 351 tipos Tn transposicionais elencados por aquela pesquisa, e o estudo do impacto destas variações em suas propriedades harmônicas;
  2. Complementação do projeto de pesquisa 6182/2014, com a composição de peças musicais que demonstrem e ilustrem as propriedades harmônicas descritas no corpo teórico desenvolvido, para incorporação como exemplos musicais ao tratado final;
  3. Finalizar e consolidar os conceitos teóricos sobre Harmonia Musical desenvolvidos pelas pesquisas 1423/2010 e 6182/2014 em um Tratado de Harmonia, demonstrado à maneira dos geômetras e em três tomos: um primeiro para a apresentação das bases teóricas generalizadas da Harmonia, um segundo para o “Tn-Type Thesaurus”, acompanhado de diversos capítulos teóricos elucidativos e explicativos, e outro final para a descrição de um modelo estrutural para a tonalidade triádica tradicional de prática comum.


Bibliografia

BARBOUR, J. M.. Tuning and Temperament: A Historical Survey. East Lansing: Michigan State College Press, 1951.
BLOOM, Harold. The Anxiety of Influence: a theory of poetry. New York: Oxford University Press, 1973.
BOSANQUET, R. H. M.. An Elementary Treatise on Musical Intervals and Temperament. London: Macmillan and Co., 1876.
BOETHIUS, Anicius Manlius Severinus. De institutione arithmetica libri duo, De institutione musica libri quinque. Lipsiae: in aedibus B. G. Teubneri, 1867 [ca. 510].
BREGMAN, Albert. Auditory Scene Analysis. Cambridge, MA: MIT Press, 1990.
BYRNE, David A. The Harmonic Theories of Sigfrid Karg-Elert: Acoustics, Function, Transformation, Perception. 2018. Dissertação (Doctor of Philosophy) – College-Conservatory of Music, University of Cincinnati, Cincinnati, Ohio, USA.
CHION, Michel. Guide des Objets Sonores. Paris: Buchet/Chastel, 1983.
COSTÈRE, Edmond. Lois et Styles des Harmonies Musicales. Paris: Presses Universitaires de France, 1954.
EULER, Leonhard. Du véritable caractère de la musique moderne. In: Histoire de l'Académie Royale des Sciences et des Belles-Lettres de Berlin anée 1764 (Memoires de l'academie des sciences de Berlin vol. 20). Berlin: Haude et Spener, 1766 [1764 a], pp. 174-199.
EULER, Leonhard. Conjecture sur la raison de quelques dissonances généralement reçues dans la musique. In: Histoire de l'Académie Royale des Sciences et des Belles-Lettres de Berlin anée 1764 (Memoires de l'academie des sciences de Berlin vol. 20). Berlin: Haude et Spener, 1766 [1764 b], pp. 165-173.
FORTE, Allen. The Structure of Atonal Music. New Haven: Yale University Press, 1973.
GAFFURIUS, Franchinus. Practica Musicae. Translation and transcription by Clement A. Miller (Musicological Studies and Documents, Vol. 20). Dallas: American Institute of Musicology, 1968 [1496].
HAUPTMANN, Moritz. The Nature of Harmony and Metre. London: Swan Sonnenschein & co., 1888.
HELMHOLTZ, Hermann L. F.. On the Sensations of Tone as a Physiological Basis for the Theory of Music (trad. Ellis, A. J., 3rd ed.). London: Longmans, Green and co., 1895.
LEVY, Ernst. A Theory of Harmony. Albany: State University of New York Press, 1985.
MOORE, B. C. J., PETERS, R. W. & GLASBERG, B. R.. Thresholds for the detection of inharmonicity in completones. Journal of The Acoustical Society of America. vol 77, pp. 1861-1867, 1985.
OETTINGEN, Arthur von. Harmoniesystem in Dualer Entwicklung. Leipzig: W. Glaser, 1866.
PARTCH, Harry. Genesis of a Music. New York: Da Capo Press, 1974.
PARNCUTT. R.. Harmony: A Psychoacoustical Approach. Springer-Verlag, 1989.
PROSDOCIMUS, de Beldemandis. Brevis Summula Proportionum Quantum Ad Musicam Pertinet. In: Herlinger, Jan (tradutor). Brief treatise on ratios that pertain to music; and, A little treatise on the method of dividing the monochord). Lincoln: University of Nebraska Press, 1987 [1409].
RAHN, J.. Basic Atonal Theory. New York: Schirmer Books, 1980.
REICHA, Antoine. Écrits inédits et oubliés, Volume 2,1: Theoretische Schriften und praktische Beispiele. Hildesheim: Georg Olms, 2015 [1803].
REINHARD, Johnny. Bach and Tuning (Sources and Studies in Music History from Antiquity to the Present, Volume 47). Frankfurt: PL Academic Research, 2016.
RIEMANN, Hugo. Harmony Simplified; or, The theory of the tonal functions of chords. London: Augener & Co., 1903.
ROEDERER, Juan. The Physics and Psychophysics of Music: an Introduction (4th ed.). New York: Springer Verlag, 2008.
SPINOZA, Baruch. Ethica Ordine Geometrico Demonstrata. In: Ethics & On the improvement of understanding. New York: Hafner Press, 1949 [1677].
TARTINI, Giuseppe. Trattato di Musica Secondo la Vera Scienza dell'Armonia. Padova: Stamperia del Seminario appresso Giovanni Manfrè, 1754.
TENNEY, James. A History of Consonance and Dissonance. White Plains, NY: Excelsior, 1960.
TERHARDT, Ernst. Pitch, Consonance, and Harmony. The Journal of the Acoustical Society of America, vol. 55, no. 5, p. 1061-1069, 1974.
THORESEN, Lasse. Spectromorphological Analysis of Sound Objects - An adaptation of Pierre Schaeffer's Typomorphology. In: Proceedings of the Electroacoustic Music Studies Network Conference EMS Beijing. 2006.
VITRUVIUS. Vitruvius on Architecture. Volume 1. Translated by Frank Granger. London: William Heinemann Ltd., 1931 [25 AC].
WERCKMEISTER, Andreas. Musicalische Temperatur. Translation by Elizabeth Hehr. In: Reinhard, Johnny. Bach and Tuning (Sources and Studies in Music History from Antiquity to the Present, Volume 47). Frankfurt: PL Academic Research, 2016 [1691].
ZARLINO, Gioseffo. Le Istitutioni Harmoniche (3rd ed.). Venetia: Francesco dei Franceschi Senese, 1573.
ZWICKER, Eberhard, & FASTL, Hugo. Psycho-Acoustics, Facts and Models (3rd ed.). Berlin: Springer-Verlag, 2007.


(viewed 14 times)
© Copyright 2019 by Marcus Alessi Bittencourt. All rights reserved.
Warning: Unauthorized reproduction or commercial use of all contents of this site is prohibited by Law and subject to criminal prosecution.